Ejaculação precoce

Ejaculação precoce

Ejaculação precoce afeta cerca de 30% dos homens

Embora muitas vezes o assunto seja tratado como tabu, a ejaculação precoce é uma condição relativamente usual entre os homens. Ela é um dos probemas sexuais mais comuns e pode causar grave estresse e constrangimento. Afeta cerca de 30% dos homens. A ejaculação precoce pode ocorrer durante qualquer tipo de relação sexual (vaginal, anal, oral) e até mesmo durante a masturbação.

O diagnóstico da condição deve ser feito através de entrevista com um médico. Todavia, por se tratar de uma situação que por vezes pode constranger a pessoa afetada pela situação, alguns sites da rede mundial de computadores oferecem a possibilidade do preenchimento de um formulário com questões que são analisadas por especialistas que, dessa forma, oferecem o tratamento mais adequado para a situação de forma bastante discreta.

Priligy
  • Aumenta a performance sexual em 200-300%
  • Efeitos duram até 4 horas
  • Tenha uma nova percepção sobre sexo e sexualidade
Mais Informação

Como é feito o diagnóstico?

O tempo médio para se atingir a ejaculação durante a relação sexual varia de pessoa para pessoa. Alguns homens podem precisar de 30 minutos ou até mais para chegar ao clímax. Outros, talvez só necessitem de cinco minutos. Por isso, é bastante difícil rotular homens que têm ejaculação precoce. Isso depende das experiências e expectativas de cada um.

Todavia, o critério médico mais aceito é de que a ejaculação precoce deve ser diagnosticada quando o indivíduo atinge o orgasmo em menos de dois minutos depois da penetração no ato sexual ou até mesmo antes da penetração.

Quais são as causas da ejaculação precoce?

A ejaculação precoce ou prematura tem como base três fatores. Pode ser causada por aspectos físicos, psicológicos ou de estilo de vida. Em alguns casos, até mesmo pela combinação de todos eles.

Entre os fatores relacionados à mente mais comuns estão o estresse psicológico, a falta de confiança, culpa e ansiedade. Eles geralmente são constatados em homens mais jovens e, naturalmente, com menos experiência sexual. Tendem a diminuir com a experiência.

As causas físicas mais comuns são neurológicas, vasculares, relativas à medula espinhal e esclerose múltipla. Os hábitos relacionados ao estílo de vida que podem induzir a ejaculação precoce são o consumo de álcool, drogas e nicotina que, se continuados, podem levar a problemas permanentes na vida adulta.

Como é feito o tratamento dessa condição?

Para definir qual o tratamento mais adequado para a ejaculação precoce é imprescindível definir qual é a causa ou as casas que desencadearam essa condição. Para isso, é preciso responder a duas questões: o problema apareceu devido a problemas físicos ou psicológicos? A situação é permanente ou recente?

Nos casos de questões psicológicas, a terapia de casal pode ser uma ferramenta muito útil para auxiliar na solução do problema com o ensino de técnicas para retardar o momento do clímax.

Há também tratamentos medicamentosos para auxiliar a exaculação precoce. Nesse caso, se enquadra o Dapoxetine Priligy, que pertence à categoria de drogas chamada de inibidoras da recaptação da serotonina. Inicialmente desenvolvida para o tratamento da depressão, hoje o medicamento é prescrito para aumentar o tempo antes da ejaculação e fazer o sexo durar mais.